Como não cometer um erro na escolha de um marido

Esta é uma questão profundamente filosófica, cuja resposta predetermina o número de fatores acompanhantes. E para entender isso só pode a própria mulher, sendo completamente honesta consigo mesma.

É necessário responder a pergunta – como imagino a vida familiar? Descreva por si mesmo, nos mínimos detalhes e sem exagerar. Com certeza, existem vários candidatos para tomar o lugar honroso do cônjuge. E agora, pense em qual deles lhe trará o mais próximo possível do seu sonho? Bem, ou pelo menos metade. Esta é uma questão muito importante. Porque se você gosta de um jovem externamente, e seu comportamento é bom para você, mas ele não se encaixa no ideal da foto de família, sua vida de casado não pode durar muito. Você, é claro, se queimará pelo fato de que, por sua causa, sofrerá o cerceamento de todas as imagens do mundo, mas quando a vida cotidiana prevalecer sobre as emoções, tudo isso explodirá na forma de um grandioso escândalo familiar.

Você nunca pode sacrificar seu sonho por escolher um marido. Tal casamento será condenado. A imagem da visão de mundo pode ser redesenhada antes de você escolher uma, mas por causa dele, é melhor não fazer isso.

Para testar seus sentimentos por essa pessoa, imagine seu filho. Como você gostaria de ver? Uma mulher nasce mãe, nela é colocada a mãe natureza. A criança é uma extensão feminina, parte da mãe. Se você, imagine seu futuro filho como um ente querido, então seus sentimentos por ele são muito fortes. E, às vezes, isso também é prejudicial para as relações familiares. Tudo deve estar em harmonia. Agora, se você introduziu uma criança com suas características comuns, então essa relação tem uma chance de uma vida longa.

Em geral, os cientistas criaram muitos conceitos para escolher um parceiro para a vida familiar, mas uma coisa é certa: até os carros estão errados e estragados. Portanto, deve-se ouvir não professores e revistas de moda, mas o coração e a mente. Estes são os dois melhores conselheiros neste caso.

Como não cometer um erro na escolha de um marido