Métodos e abordagens para o processo de criação de filhos

No processo de criar filhos, o principal é o clima existente na família e as relações mútuas dos pais entre si. No entanto, não menos importante é a abordagem dos pais que os pais escolhem para influenciar seu filho.

Não existe um método claro e inequívoco, toda criança precisa encontrar uma abordagem, a criança é uma pessoa que precisa ter a oportunidade de se desenvolver na direção certa, e os pais podem ajudá-lo nisso. Existem vários métodos de educação, caracterizados por um grau de emotividade, autoridade e controle.

Naturalmente, toda criança precisa de atenção, porque sua deficiência tem um efeito muito negativo sobre o desenvolvimento da criança, mas não se esqueça que a atenção aumentada também para bons resultados não o fará. Uma criança deve ser educada como uma pessoa independente, é preciso entender que tal método irá ajudá-lo no futuro. Para fazer isso, é necessário usar uma abordagem abrangente para educação.

Vamos olhar para este método de criar filhos, como autoridade. Há muito tempo, essa abordagem implicava obediência inquestionável à criança em relação aos pais, professores, chefes posteriores, etc. Conformidade com as leis e regulamentos da sociedade envolvente. Mas ainda não é necessário impor visões sociais da vida na criança, é necessário desenvolver a sua própria opinião nele, e se não coincidem com o estabelecido, tente explicar porque isto é assim.

Com a criança que você precisa conversar, deve ser uma atitude respeitosa para com os pais, e o mais importante é que você tente se tornar seu melhor amigo, o qual você pode abordar em qualquer situação. Na maioria, a criança ouve aqueles que são sua autoridade, quem ele considera sábio e tal exemplo para ele podem ser exatamente os pais, os quais ele inconscientemente imitará.Com autoridade também o principal é não exagerar, este método deve ser voluntário, não forçado, só neste caso, dará resultados positivos.

Apesar do fato de que a maioria das pessoas acredita que uma criança deve ter liberdade, de modo que ele ou ela seja responsável independente por suas ações, não se esqueça que a experiência do bebê ainda é muito limitada. Portanto, um fator importante na educação é o método de controle. A criança deve perceber que existem duas áreas nas quais ele pode fazer o que quiser e naquelas nas quais deve obedecer. A falta de controle leva à incerteza da criança na escolha da ação, já que ele não sabe como proceder corretamente.

No processo de educação, tanto o encorajamento quanto o elogio por ações positivas, assim como punições, críticas por questões negativas são necessárias. Não se esqueça de elogiar o bebê, por boas ações, que você acha que são comuns, uma vez que elas também são dadas à criança com dificuldade. E não precisa culpar muito por pequenos contratempos. A punição deve ser seguida imediatamente, após a ofensa ser cometida.

Gritar, assim como o uso de métodos violentos, não tem absolutamente lugar na educação da criança, levam a resultados desastrosos e também atestam a fraqueza e a impotência dos pais. Nesses casos, a criança se sente humilhada, envergonhada, e isso não fortalece o amor e o respeito pelos pais e não leva à autodisciplina. Portanto, a punição deve ser psicológica, é necessário deixar a criança saber que isso está errado, ou que você não concorda com suas ações enquanto explica sempre a razão.

Não negligencie o amor e a empatia pelas ações das crianças. Os pais precisam perceber as experiências emocionais de seus filhos no tempo. Para fazer isso, não é supérfluo estabelecer um grau voluntário de confiança da criança para você.

Hoje em dia, há uma série de diferentes abordagens e métodos de educação dos filhos, não cegamente aderir ao que qualquer um deles, o mais importante na educação da criança, é claro, é o seu amor e compreensão do seu mundo interior, porque só neste caso, você será capaz de trazer uma personalidade de pleno direito.

Métodos e abordagens para o processo de criação de filhos